INTEGRIA - Centro de Vivências e INSTITUTO ARAPOTY

Convidam para um encontro especial com a sabedoria ancestral do Brasil:

 

O ARCO E A FLECHA

Princípios para um melhor relacionamento

entre o feminino e o masculino

focalizado por Kaká Werá Jecupé

Agosto 04-06, 2017

Picada Café, RS, Brasil

 

O ARCO E A FLECHA – Princípios para um melhor relacionamento entre o feminino e o masculino.

Nas sabedorias indígenas existem conceitos referentes aos aspectos masculino e feminino do ser que indicam uma origem comum ao yin e yang da tradição oriental. Na cultura tapuia são chamados de wak-miê e kat-miê. Na cultura tupy são chamados jasuká e jeguaka. Assim, os respectivos nomes vão mudando conforme as respectivas línguas de cada povo, mas o seu sentido em essência propõe a idéia de que o ser humano possui em sua natureza interior princípios que não são separados por gênero, e nem são separados por si mesmos, e que se complementam mutuamente e servem como propulsores de potenciais do indivíduo.


Um entendimento mais profundo dos princípios que complementam o indivíduo propicia uma melhora na arte dos relacionamentos e na obtenção de êxito pessoal, levando-se em consideração que as relações no mundo exterior são reflexo das relações do ser consigo mesmo. Portanto, conhecendo melhor os padrões arquetípicos dos princípios que regem o indivíduo, pode-se obter êxito em diversos níveis e situações da vida. Este é o propósito desta imersão.

Princípios femininos:
1. A noite – principio do mistério.
2. O sono – princípio do repouso.
3. A sabedoria – princípio do sopro que inspira e ilumina.
4. A compaixão – princípio que ama indistintamente.
5. A beleza – princípio que aprimora o ser.
6. A misericórdia – princípio que perdoa além da sabedoria.
7. A morte – princípio que transforma para elevar.

Princípios masculinos:
1. O poder – princípio que ordena o caos.
2. A autoridade – princípio que imprime o modelo.
3. O despertar – princípio que imprime o crescimento.
4. A força – principio que protege e agride.
5. O foco – principio que busca o alvo.
6. A fúria – princípio que reage ás distorções.
7. A luta - princípio que aprimora o caráter.

Nesta imersão de final de semana no INTEGRIA, o Kaká irá nos conduzir com sua habitual amorosidade e sabedoria através dos conceitos acima descritos, propiciando uma experiencia única de cura, aprendizado e integração com nossa essência.

 

Tomara que possas participar.

Os temas aqui apresentados formam um conjunto de aprendizado que integra a espiritualidade, a natureza e seus elementos (terra, água, fogo e ar), bem como a sabedoria tupy e Jê (tapuia) vivenciada, pesquisada e internalizada por Kaká Werá ao longo dos anos.

Após quase 20 anos de práticas vivenciais e imersões com grupos em diversos lugares do Brasil e do Exterior, trabalhando com os mais variados perfis de personalidades e almas, interagindo com mais de 10.000 pessoas, Kaká Werá sistematizou este conhecimento com o objetivo de oferecer valores e técnicas inspirados e fundamentados na sabedoria ancestral do Brasil.

Este Sistema, denominado Arapoty, que significa renascimento, aqui está exposto no sentido de propiciar uma renovação e revitalização de três aspectos da pessoa: o mental, o emocional e o aspecto físico. Além disso, busca integrar estes aspectos ao reconhecimento do ser humano como uma expressão espiritual, divina e terrena.


Local: O curso será realizado em regime de imersão no INTEGRIA - Centro de Vivências, em Picada Café - RS, distante cerca de 80 km de Porto Alegre. Trata-se de um local especialmente concebido e estruturado para sediar o aprendizado vivencial, para o desenvolvimento saudável e sustentável do ser humano.

 

Datas: Agosto 4-6, 2017

Horário Agosto : das 19:00 da 6a feira até 14:00 (almoço incluido para quem quiser almozar no INTEGRIA)

Valores (incluindo curso, hospedagem e todas as refeições):

consultar

As vagas são limitadas e preenchidas por ordem de inscrição.

O valor inclui o curso, hospedagem em quartos com banheiro compartilhado e todas as refeições. Hospedagem em apartamentos/cabanas disponível. Consultar.

Facilitador: Kaká Werá Jecupé,

Kaká Werá, é escritor, terapeuta tradicional da linhagem dos pajés e fundador do Instituto Arapoty, organização voltada para a ecologia humana e difusão da cultura indígena brasileira.

Os principais enfoques do seu trabalho são: aprimoramento de potenciais do ser humano; ecologia e saúde natural.

Sua experiência fundamenta-se nas tradições indígenas brasileiras, a partir de iniciações espirituais, peregrinações, pesquisas e estudos entre diversos povos do Brasil e das Américas.

Há oito anos leciona um curso de Educação em Valores Humanos na Fundação Peirópolis em São Paulo e Uberaba.

Recebeu ensinamentos do Dalai Lama, em 1999 na cidade de Curitiba (PR) quando Sua Santidade esteve no Brasil e em 2003 na França. Foi convidado para fazer parte da criação do Conselho Mundial de Preservação de Tradições Ancestrais, na Índia, organizado por Swami Dayananda, e presidido pelo mestre tibetano.

Tem realizado consultorias para a TV Globo, Cultura, Canal Futura em programas onde a cultura indígena é abordada.

Seu trabalho no âmbito do aprimoramento humano, valores, cultura indígena e ecologia abrangem experiências em empresas como: Natura, Embraer, Suzano; entre outras.

Suas conferências abordando educação, ecologia e diversidade cultural se estende também nas principais redes de escolas do Brasil, como: Pitágoras, Marista, Lourenço Castanho, etc.

Há doze anos realiza workshops, seminários, vivências e palestras em diversos estados do Brasil - e nos seguintes países: Inglaterra, Escócia, EUA, México, Índia e França.

Coordena o Instituto Arapoty, organização que trabalha em apoio á povos indígenas, desenvolve projetos de sustentabilidade, reflorestamento e educação ambiental, com enfoque nas gerações futuras e no cuidado á Mãe Terra.

É conselheiro da Bolsa de Valores Sociais, da BOVESPA, em projetos de educação para as futuras gerações.

 

Informações e Inscrições

e-mail: integria.brasil@gmail.com

www.integria.org