INTEGRIA - Centro de Vivências e INSTITUTO ARAPOTY

Convidam para o conhecimento profundo da sabedoria ancestral do Brasil:

Sabedoria Ancestral do Brasil

Curso de Fundamentação

focalizado por Kaká Werá Jecupé

2008

Picada Café, RS, Brasil

 

Ecomedicina Tupy

a natureza como caminho de cura e autoconhecimento

“Ao reconhecermos a natureza como Mãe do Homem, conheceremos e cuidaremos melhor de sua obra-prima: a nós mesmos.”

Kaká Werá

A ecomedicina tupy cuida do ser humano de uma forma integrada: o ser, o corpo, o espaço ecológico, e a importância da ancestralidade na saúde física, psíquica e mental, bem como as questões pertinentes á harmonização do ambiente ecológico e social. Busca a consciência da natureza como mãe do homem, pois ao conhecê-la conheceremos melhor á nós mesmos.

Ao longo da década de 80 Kaká Werá após pesquisar e internalizar a espiritualidade, a natureza e a sabedoria tupy; desenvolveu um sistema terapêutico cujo objetivo é a renovação e revitalização de três aspectos do ser: o mental, o emocional e o físico. Este sistema deu origem ao curso de eco-medicina tupy.

Após 15 anos (de 1992 a 2007) de práticas vivenciais e imersões com grupos em diversos lugares do Brasil e do Exterior, trabalhando com os mais variados perfis de personalidades e almas, interagindo com mais de 10.000 pessoas, Kaká Werá sistematizou este conhecimento com o objetivo de oferecer valores e técnicas inspirados e fundamentados na medicina nativa do Brasil a pessoas que trabalhem com saúde individual e social, através da educação e/ou da terapia, e cujo trabalho promova a disseminação deste conhecimento de forma ética e responsável.

Este Sistema, denominado Arapoty, que significa renascimento, aqui está exposto no sentido de propiciar uma renovação e revitalização de três aspectos de quem busca ser curado: o mental, o emocional e o aspecto físico. Além disso, busca integrar estes aspectos ao reconhecimento do ser humano como uma expressão espiritual, divina e terrena.

OBJETIVO

O curso é desenvolvido em módulos e tem como objetivo oferecer valores e técnicas inspirados fundamentados na etno-medicina nativa do Brasil á psicólogos, terapeutas, psicoterapeutas, e curadores afins.

Sua finalidade é: autoconhecimento, autocura, a relação entre os princípios da natureza e o corpo, a casa e o ambiente, bem como a apresentação de técnicas de saúde utilizando a água, a terra, as ervas, e os poderes do sol e da lua.

O Sistema Arapoty não forma curadores, mas fornece ferramentas para curadores já formados (de todas as áreas) para serem agregadas às experiências profissionais de cada participante.

OS MÓDULOS DO CURSO:

Cada módulo do curso tem a duração de um final de semana (sexta-feira à noite a domingo), em regime de imersão. A didática inclui exposições orais, atividades práticas/vivenciais e dinâmicas de grupo. Cada módulo tem um livro-apostila correspondente ao tema.

O programa, consta de um curso de formação e prioriza a participação das pessoas interessadas em todos os módulos. A participação em módulos avulsos será possível desde que haja vagas disponíveis.

O participante dos quatro encontros (O Círculo de Cura é opcional) receberá certificado do Instituto Arapoty.

As vagas são limitadas.

1. Yvira-cy: A ÁRVORE ANCESTRAL

Abril 04-06 , 2008

Os povos indígenas do Brasil até hoje cultuam os antepassados. Assim como as tradições orientais, africanas e mesmo culturas européias do passado dedicam cultos à ancestralidade. Tais manifestações, em essência, não têm a finalidade de preservação de sofrimento, mas de libertação da alma. No entanto, a civilização moderna ocidental despreza qualquer importância de cultivar as suas raízes, seja do ponto de vista espiritual, antropológico, histórico ou pessoal.

Nesse encontro será abordada a importância da ancestralidade na saúde psíquica, social e cultural de uma pessoa, uma família e uma nação. Será observado como as relações com nossa ancestralidade podem causar prosperidade ou miséria, doença ou saúde, vigor ou fraqueza, medo ou coragem. O encontro tem o objetivo de orientar como a questão da ancestralidade, melhor compreendida, pode servir de apoio aos processos de cura.

2. Avanembô: OS TRÊS MUNDOS E OS QUATRO ASPECTOS DA MENTE

Junho 20-22, 2008

Na cultura tupy não existe uma palavra para designar mente e não se desenvolveu uma elaboração conceitual e escrita para esta questão. A palavra “ireko” é o termo que busca demonstrar algo sobre a mente, mas a tradução mais próxima para este termo é “estado de ser”.
A disposição mental é que determina o sucesso ou fracasso, o bom ou o mal, a harmonia ou desarmonia, a conexão com o divino ou a conexão com seres de limitação astral. Compreendendo como funciona a mente, podemos compreender melhor a nós mesmos e podemos ser bons conselheiros e orientadores nos processos de cura. Neste encontro abordaremos a mente e a sua natureza, de acordo com a visão tupy.

3. Tupã Tenondé: O PODER DE CURA DA NATUREZA

Setembro 19-21, 2008

A natureza pode ajudar o ser humano a superar depressões, estresse, síndrome do pânico e crises de origem psicológica através da utilização das águas, plantas medicinais, argila e das energias do sol e da lua. O corpo físico debilitado e o corpo emocional transtornado são receptivos à pureza dos elementos terra, água, ar e fogo e à essência líquido-luminosa das plantas.
Conhecer os recursos da natureza como fontes de cura e apoio no tratamento terapêutico é o objetivo deste encontro.

4. A CURA DO ESPAÇO SAGRADO: CASA, CORPO, E AMBIENTE

Novembro 21-23, 2008

Este encontro aborda a questão da harmonização de ambientes através de defumações e rezas como terapia do espaço. Conhecer as energias da terra, das águas e a forma como essas energias interferem no espaço físico; conhecer as energias do ar e do fogo e saber como elas podem servir de agentes harmonizadores do espaço é um dos propósitos do curso.

Facilitador: Kaká Werá Jecupé,

Kaká Werá é especialista em difusão de valores sagrados e da medicina da cultura indígena do Brasil através de palestras, livros, vivências, participação em congressos e seminários desde 1992.

É professor de cultura de paz e valores humanos desde 1997 pela Fundação Peirópolis e pela UNIPAZ, e realizou palestras e aulas inaugurais em diversas faculdades e universidades do Brasil e do Exterior.

Teve a honra de participar de seminários de aprendizado com Sua Santidade o Dalai Lama no Brasil, na Índia e na França, estabelecendo a partir daí um elo entre a ancestralidade tibetana e a tupy.

Foi convidado por Jean Yves Leloup e Glória Sobrinho a participar do Colégio Internacional dos Terapeutas, fundado por Leloup, que objetiva o resgate da sabedoria dos terapeutas do deserto que compreendiam a natureza como fonte divina de cura e harmonia.

É autor de vários livros entre eles: "A terra dos mil povos" (Ed. Peirópolis, 1998), "Tupã Tenonde" (Ed. Peirópolis, 2001), "Oré Awé Roiru´a Ma" (Ed. Triom,2002).

 

 

Informações e Inscrições

Tel: (54) 8402-3744

e-mail: integria@royalnet.com.br

www.integria.org

inscrições via e-mail

Caso você não queira receber informações do INTEGRIA, por favor enviar um
e-mail com o titulo "REMOVER". Obrigado.